quarta-feira, janeiro 17, 2007

terça-feira, janeiro 16, 2007

COMEMORAÇÕES DOS 70 ANOS DO ISMT

Comemorações dos 70 anos do ISMT
A Escola de Serviço Social de Coimbra deu início às comemorações dos seus 70 anos de história. Para tal ocasião prepararam uma cerímonia onde se pode constatar o esforço de mobilização e organização da equipe de docentes, estudantes e funcionários que estiveram envolvidos neste evento emocionante.
O auditório da Reitoria da Universidade de Coimbra se fez pequeno para acolher os profissionais , os estudantes e os docentes de Serviço Social que acorreram de todas partes do país para assistir a este evento académico.

O ambiente que se vive é contagiante com uma mistura de alegria, cumplicidade e espectativa. Como os lugares estão ocupados as pessoas ficam nos corredores: mais de 600 pessoas guardam silêncio para o começo da cerimónia.

Preside a sessão a Professora doutora Alcina de Catro Martins, directora dos Cursos de Licenciatura e de Mestrado em Serviço Social do ISMT. Ao seu lado a estudante Sara Cristina Mendes Ribeiro, Vice Presidente da Associação de Estudantes do ISMT.
Depois dos discursos de apresentação, que de certeza o ISMT publicará oportunamente, da-se início à Conferência Inaugural do Professor Doutor José Paulo Netto: Serviço Social Contemporâneo - O Projecto ético-político do Serviço Social "







































Estudantes de Serviço Social do ISMT de Coimbra Prestam Homenagem a José Paulo Netto

Estudantes de Serviço Social do ISMT
Prestam Homenagem ao Prof. Doutor José Paulo Netto
Fazendo jus ao espírito hospitaleiro, a Associação de Estudantes do ISMT de Coimbra e a Tuna da escola receberam com uma serenata José Paulo Netto.
div>




href="http://4.bp.blogspot.com/_ebjdfvceiyA/Ra1hrJa8C6I/AAAAAAAAADg/a3o3ue7rAiA/s1600-h/serenata+8.JPG"> Integrados no espírito das comemorações dos 70 anos da escola de Serviço Social, surprenderam no hotel o professor José Paulo Netto com uma serenata nocturna que se prolongou pela noite fora.


No convívio alegre e contagiante os estudantes demostraram as suas qualidades artísticas que foram suficientemente aplaudidas pela assistência improvisada.














Os estudantes se fizeram representar pela presidente da associação de estudantes Andreia Gonçalves e pela vice-presidente da mesma Sara Cristina Ribeiros









Recomendamos vivamente a tuna do ISMT, pela sua vivacidade, pela sua música e pela sua boa disposição.


Momentos para recordar ....















segunda-feira, janeiro 15, 2007

Serviço Social REITOR DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA NAS COMEMORAÇÕES DO ISMT




Instituto Superior Miguel Torga



Reitor da UC defende cooperação com instituições privadas


Seabra Santos preconizou, na comemoração dos 70 anos do ISMT, a aposta nas relações interinstitucionais. Desafio traduz “dimensão do instituto”, diz Carlos Amaral Dias.



O reitor da Universidade de Coimbra (UC), Seabra Santos, considerou, ontem, que a reforma do ensino superior português requer a “criação de dimensão” ao nível das relações interinstitucionais entre estabelecimentos de ensino públicos e privados. A reflexão em torno da aposta nesta relação, que deve ter como objectivo a criação de “laços e cooperação”, avisou, tem que ser feita o quanto antes para que as conclusões sejam aplicadas em tempo útil.“É comum dizer-se que o tempo é de profundas mudanças. Às vezes, interrogamo-nos se essas mudanças são efectivas, mas acreditamos que também ao nível do ensino superior a mudança está a chegar ao nosso país. Nesse contexto, há orientações que devem privilegiar os nossos passos. Um deles é a criação de dimensão, e isso é válido para as instituições e para a relação interinstitucional, para a procura de laços e cooperação”, disse Seabra Santo na sessão solene de comemoração dos 70 anos do Instituto Superior Miguel Torga (ISMT) que decorreu ontem no auditório da Reitoria da UC.

Afirmando que este tipo de relação “é fácil” entre os estabelecimentos de ensino privados, o reitor da UC – que é o candidato único a este cargo, cujas eleições decorrem segunda-feira – alertou, contudo, que este processo de relacionamento é “mais difícil” de estebelecer entre instituições públicas e entre instituições públicas e privadas. “Quanto mais tarde iniciarmos esta reflexão, mais tarde chegaremos às conclusões que se impõem no momento que vivemos”, considerou Seabra Santos, que desejou ao ISMT “felicidades num ambiente de aproximação e fortalecimento da relação” com a UC.O desafio foi bem acolhido pelo director do ISMT, Carlos Amaral Dias.

Em declarações aos jornalistas, este responsável considerou que o desejo de aproximação manifestado por Seabra Santos “constitui a prova de que o actual reitor da UC é capaz de entender o que é o futuro do ensino superior em Portugal”. “Só podemos ficar honrados”, disse, acrescentado que, com a cooperação entre as duas instituições, é o ISMT “que ganha”.




O facto de ter sido a primeira vez que um reitor da UC defendeu publicamente uma maior relação com o ISMT levou Amaral Dias a concluir pelo “reconhecimento” do instituto que dirige. “Mostra a dimensão pública que o ISMT adquiriu nos últimos anos”, afirmou, adiantando que a coopreação com a UC poderá começar a ser trabalhada depois do acto eleitoral marcado para segunda-feira.No decorrer da cerimónia, que incluiu uma palestra sobre “Serviço social contemporâneo – o projecto etico-político”, proferida por José Paulo Netto, da Universidade Federal do Rio de Janeiro –, intervieram ainda o presidente da Câmara de Coimbra e o governador civil de Coimbra, respectivamente Carlos Encarnação e Henrique Fernandes. Encarnação referiu que o ISMT “é uma escola com significado” e que tem “créditos merecidos”. Henriques Fernandes considerou que o instituto é um “elemento fundamental da cidade do conhecimento que é Coimbra”.“Para nós, a celebração dos 70 anos é uma verdadeira epifania”, disse, por seu lado, o presidente do conselho científico do ISMT, José Henriques Dias.


O ISMT, recorde-se, teve as suas origens na Escola Normal Social de Coimbra – Escola de Puericultura e de Serviço Social e teve como mentor Bissaya Barreto. O curso de Serviço Social foi oficializado em 1939 e reconhecido em 1962. Na altura chamava-se Instituto Superior de Serviço Social de Coimbra. Em 1998, passou a designar-se ISMT.




in Diario das Beiras 12 de Janeiro de 2007
as fotos são minhas