terça-feira, abril 23, 2013

O Serviço Social Português na Imprensa

Somos da opinião de que o incentivo à Investigação em Serviço Social, não pode ser uma coutada da academia. A tautologia implícita em muitos projectos de pesquisa tem levado a cometer muitos erros na profissão. Os trabalhadores Sociais que estão no exercício do seu trabalho, geralmente a labutar em equipas multidisciplinares, devem conquistar espaços de reflexão e síntese que potencie as capacidades de intervenção social. Este assunto é profundamente delicado e pertinente no caso do Serviço Social com as comunidades, velhas ou novas, que estão ser vitimizadas com a pobreza. Por exemplo, um mapeamento da sociedade portuguesa indica uma dinâmica na qual se verificam mudanças bastante significativas; o fenómeno do abandono escolar hoje não corresponde ao de há alguns anos atrás e; nem sempre as estatísticas proporcionam um imediatismo e visibilidade desejada,etc

Imaginação Sociológica é um estilo que possibilita potencializar a intervenção social para quem introduz no seu trabalho quotidiano. O registo da observação, a arqueologia do conhecimento consolida e qualifica a forma de intervir e tomar decisões.

Mas para quem goste deste estilo de trabalho, os arquivos de imprensa ou as reportagens temáticas, constituem uma mais valia importante. Deixo neste texto outro artigo dedicado às Lutas Sindical dos profissionais de Serviço Social 



alfredo henríquez

Serviço Social Português na Imprensa

Nas Condições mais adversas, os profissionais de Serviço Social conseguiam elevar o debate a questões importantes para a vida organizacional. O exemplo do Sindicato dos Profissionais de Serviço Social, hoje extinto ?: antes do 25 de Abril é um exemplo importante que merecia ser noticiado na imprensa nacional.
As preocupações actuais sobre esta matures deve ser lembrada e constituir objecto de estudo para quem quer lidar colectivamente perante os problemas sociais que nos depara a sociedade portuguesa inserida num contexto mais alargado.
O documento reproduzido dever ser entendido como um ligeiro contributo para o incitamento às reflexões futuras.

Alfredo Henríquez
24 de Abril 2013